Skip to main content
edifício e sustentabilidade

Saiba como é possível construir edifícios modernos e mais sustentáveis utilizando aglutinantes de cal e tintas, selantes e revestimentos à base de cal

Uma das maiores preocupações atuais da humanidade é a sustentabilidade e preservação do meio ambiente. É por isso que descobertas que viabilizam a prática de ações mais sustentáveis são sempre muito bem-vindas. Neste artigo você entenderá como é possível construir edifícios mais modernos e verdes utilizando um material muito comum e de fácil acesso: a cal. Confira como é feita a cal para construção no artigo!

edifício e sustentabilidade

Tradução livre do conteúdo original. Referência: Stucco Italiano Professional

A história da cal

A cal tem sido o principal ligante utilizado na construção civil nos últimos dez mil anos, usado desde pelo menos 7500 a.C na Jordânia e também pode ser encontrado nas paredes das primeiras tumbas egípcias.

Os construtores do Império Romano usaram a cal para construção de muitas estruturas e, no período da Renascença, o pó de mármore foi adicionado pela primeira vez ao gesso, permitindo o acabamento duro e liso, sempre associado aos palácios venezianos construídos com Venetian Marmorino, ou Marmorino Veneziano, que é um tipo de gesso feito à base de óxido de cálcio utilizado nas decorações de paredes internas e externas.

O gesso Marmorino pode ser acabado por meio de várias técnicas para uma variedade de efeitos finais foscos, acetinados e brilhantes. Foi usado já na época romana, mas tornou-se popular mais uma vez durante o Renascimento, 500 anos atrás, em Veneza.

Parece mágico ver uma pedra que pode produzir uma pasta para ser usada como ligante para outras pedras. Com o tempo, às vezes com centenas de anos, essa pasta torna-se quimicamente igual à pedra de onde veio. Só que agora já não tem a mesma forma, mas está em todo o lado, nas paredes ou no chão, como aglutinante dos vários agregados.

cal para construção

Mas como tudo isso acontece?

Nem todo mundo que usou cal para construção se questionou sobre isso, mas é um processo quimicamente muito simples que se repete todos os dias há quase dez mil anos. O processo possui 4 fases:

1) Você seleciona um calcário que deve ser bastante puro e, principalmente, deve ter a menor quantidade de argila possível (menos de 5%).

2) A pedra é cozida a uma temperatura próxima de 900 ° C (1650 ° F). Isso faz com que um átomo de carbono e dois átomos de oxigênio, na forma de uma molécula de CO2, sejam separados e liberados no ar. O que resta é óxido de cálcio, que parece uma pedra branca no mesmo formato da pedra que foi cozida, mas com metade do seu peso.

3) “Slaking”, a terceira etapa, é o que acontece quando se adiciona água ao óxido de cálcio, instável à temperatura ambiente, transformando-o em hidróxido de cálcio. Com um pouco de água torna-se um pó branco, com muita água torna-se uma pasta.  Cal apagada, em pó ou pasta, combinada com pó e lascas de mármore ou quartzo é o material que usamos no dia a dia.

4) A “carbonatação” é o que ocorre quando a cal, na forma de argamassa ou graute (tipo de concreto ou argamassa de alta resistência utilizado para preencher vazios de concretagem), perde seu teor de água e absorve dióxido de carbono. A perda de água é um processo relativamente rápido, mas que só se completa quando o dióxido de carbono (CO2) é absorvido. Isso ocorre em poucas horas na superfície, mas leva até dezenas de anos na profundidade de uma grande parede. Completando o “Ciclo da Cal”. Pedra de volta à pedra.

Este é um processo interessante porque ocorre entre um sólido e um gás, e o gás torna o sólido mais forte. Quando combinamos cal com agregado de pedra (mármore), obtemos uma estrutura muito sólida e compacta, ou seja, algo que tem a forma de um gesso fino ou de uma grande parede, mas quimicamente é apenas uma grande massa de pedra.

O ciclo da cal nos mostra que construir com cal não consome grandes reservas de calcário, nem produz uma quantidade significativa de dióxido de carbono, fazendo com que tudo retorne em um processo lento, quase mágico.

espátula com argamassa

Confira as Desempenadeiras de Aço Inox e as Espátulas de Aço Inox da Castor, que são especialmente indicadas para aplicação e reforma utilizando essa massa sustentável.

Castor, os melhores produtos, os melhores resultados.



Share article on

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *